Os desafios da maternidade retratados em desenhos!

A maternidade é plena em todos os sentidos: do sentimento de amor ao cansaço!! Rsrsrs… Imaginem então para as mães de primeira viagem!

A ilustradora escocesa Lucy Scott se tornou mamãe pela primeira vez no ano de 2012 e, ao sentir na pele todo este misto de sentimentos relatou a sua experiência em uma série de ilustrações. Em seu site ela disse que cada dia parecia trazer consigo um novo desafio ou marco no desenvolvimento de tirar o fôlego. Em seu livro, “Doodle Diary of a New Mom”, algo como “Diário de gravuras de uma mãe de primeira viagem” (em tradução livre), ela expõe sem sutilezas os momentos mais desafiadores de sua maternidade: de mamilos mordidos a noites mal dormidas.

Confesso que me vi em quase todas as situações!!

mae-de-primeira-viagem-1

realidade3realidade1  realidade8 realidade10ILUST04ILUST03 realidade619realidade5ILUST00doodle-diary-1lucy-scott-guests

Bacana, né? “Quem nunca”???? Rsrsrsrs…

Fonte: http://metro.co.uk/2015/04/10/the-struggles-of-a-new-mum-explained-in-hilariously-honest-doodles-5141558/

Anúncios

Meu 1º Dia das Mães

Hoje vivo o meu 1º Dia das Mães e muito refleti como foi este último ano antes e depois da sua chegada…

Ser mãe é…

Ter um sonho
Receber um teste de gravidez positivo
Sentir uma alegria imensa
Consultar o obstetra
Ter enjôos, enxaqueca, indisposição
Fazer exames e mais exames
Perder o bebê… Ficar muito triste…
Mas não desistir
Receber outro teste positivo em 2 meses
Ir ao obstetra
Saber que engravidou no dia do seu aniversário de casamento
Ter um sangramento
Ficar muito preocupada
Saber que tudo está bem
Não sentir enjôos, azias
Sentir-se disposta
Ver o corpo mudar a cada dia
A barriga crescer
Amar estar grávida
Sentir o que nenhum homem jamais sentiu: outra vida dentro de si!
A alegria de ouvir as batidas do coração
Descobrir que seu bebê é o tão aguardado menininho
Escolher com o papai o nome do nosso filhinho
Sentir os chutes (e que chutes!) do bebê
Curtir fazer o enxoval e a ‘babymoon’
Idealizar e montar o quartinho
Passar a gestação inteira querendo parto normal e na reta final decidir pela cesárea
Parir
Sentir uma emoção indescritível
Um amor sem tamanho
Dar à luz nova vida
Já sentir orgulho do seu filho tirar Apgar 10
Se acostumar com as noites de dormidas fracionadas
Aproveitar pra dormir quando seu filhinho está dormindo
Amamentar
Sofrer no início com a amamentação, mas não desistir
Sentir prazer em amamentar
Namorar o bebê
Trocar muitas fraldas
Namorar o bebê
Limpar o umbigo, o nariz, o bumbum e a alma
Ter medo em dar banho pela primeira vez
Consultar o pediatra
Chorar com as primeiras injeções
Ver o incrível desenvolvimento do seu filhote
Ligar várias vezes para o pediatra quando ocorre alguma dúvida
Entrar em êxtase ao ver seu primeiro sorriso, sua primeira gargalhada
Ficar ansiosa para o dia que ele falará ‘mamãe’ pela primeira vez e que dará seus primeiros passinhos
Namorar o bebê
Saber que as preocupações serão para sempre
Não imaginar mais a sua vida sem seu bem mais precioso!
Ser mãe é ser eterna…
(Adaptação do texto do Dr. Ruy Pupo Filho, pediatra e neonatologista)
Parto Henrique (284)
Te amo, Henrique!! ❤️ Você trouxe mais razões e emoções para a minha vida!!

Educação: Crianças Terceirizadas

Ao engravidar já havia decidido que quando o Henrique nascesse não queria ter babá.  Não sou profissional liberal, portanto tenho direito a licença-maternidade, e acertei com um dos meus chefes que tiraria férias logo depois da licença, daí poderia ao menos ficar 5 meses com ele.

Este início não foi fácil. Não fui criada cercada de crianças, pois minha família é pequena e tudo foi muito novo para mim.

Henrique nasceu em um sábado de carnaval, e por conta do feriadão em sua primeira semana de vida pude contar com a ajuda da minha mãe e da minha irmã, que foram fundamentais! A primeira semana é muito cansativa, nos sentimos exaustas e até tristes em alguns momentos, com pensamentos do tipo “será que vou dar conta?“.

Meu marido tentava me convencer a ter uma babá, pois via as nossas dificuldades no aprendizado deste novo mundo que entramos e, após duas semanas de vida do Henrique, contratamos uma babá enfermeira, especialista em recém-nascidos, que ficaria somente um mês conosco.

Foi muito difícil me convencer, mas confesso que nesse mês aprendi bastante ao lado de uma pessoa que já cuidava de outros bebês da mesma forma (ela só fica realmente um mês e não dorme!!) e me fez sentir mais segura para cuidar do meu filhote.

Mesmo estando aqui, não deixava somente para ela ter os cuidados do Henrique. Acho importante, justamente por temer a tal “terceirização”.

Enfatizo que não condeno quem tenha babá, até porque quando eu voltar a trabalhar a necessidade pode me impor a contratar alguma, já que trabalho também no período noturno. Porém, acho que os pais podem ser mais presentes mesmo que seus filhos fiquem com babás, avós, tios etc.

Quando planejado, filho vem de um projeto de constituição de família num casamento. É imprescindível que os pais sejam presentes na sua formação. Apesar de me convencer a contratar uma babá por este breve período, meu marido sempre foi muito presente: troca fralda, brinca, embala para dormir… Só não amamenta (por que não pode! rsrsrs) e dá banho (por que tem medo! :P).

Achei este vídeo muito pertinente aos dias atuais, onde muitas querem ser mães, mas não enfrentam a realidade de cria-los adequadamente, principalmente no primeiro ano de vida, onde os vínculos são construídos.

Vale a pena assistir!

Maternidade

Ausente por conta do novo status: sendo mãe!

Há pouco mais de um mês (exatamente no dia 14 de fevereiro) nasceu a nossa vidinha. Apesar da felicidade, o 1º mês é difícil, pois todos nós estamos nos conhecendo. A nova rotina (leia-se: noites em claro! Kkkk…) não é nada fácil! O cansaço, as dores no seio até nos adaptarmos, entender cada chorinho do seu bebê… Tudo é um aprendizado constante.

Depois que a gente vai se acostumando, vem as recompensas! O cheirinho gostoso, o colinho aconchegante, o primeiro sorrisinho…

Obrigada, Henrique, por nos mostrar um novo significado para a palavra AMOR!

IMG_3093-0
Foto: Milena Mota Fotografia Conceito