03 ANOS DE CASADOS! BODAS DE COURO OU DE TRIGO

Hoje eu e meu marido comemoramos 03 anos de casados. A simbologia para este ano é com o Trigo e o Couro. Pesquisando os significados, vi que o TRIGO representa fé, fartura, prosperidade e união e o COURO é a pele curtida de animais e também representa fartura.

Poucas pessoas conhecem a origem etimológica da palavra boda. Ela provém da palavra latina votum, que significa promessa. Desta forma, quando se diz “minha boda” estamos dizendo “minha promessa”! 🙂

Enfim, com seus significados ou não, só sei que o ato de se casar com toda a pompa e circunstância era algo que nunca me havia passado pela cabeça. Mas ao decidirmos nos unir, resolvemos fazer a comemoração e não me arrependo! Até mesmo a fase da “noiva neurótica”, ao achar que não daria tempo para fazer as coisas, as provas do vestido, idealizar a decoração, as músicas da entrada… Lembranças lindas que ficarão eternamente guardadas em nossas memórias, fotos e vídeos!

Muitas coisas se passaram nestes 03 anos. Momentos de muitas alegrias e também de enormes tristezas, com perdas significativas… Mas sempre estivemos juntos enfrentando as adversidades da vida e toda esta experiência tornou a nossa relação ainda mais consolidada, porque o AMOR esteve sempre presente!! Sou muito feliz por ter escolhido o parceiro da minha vida que, além de extremamente atencioso é meu amigo, namorado, amante e companheiro!

A música do vídeo foi escolhida porque o meu marido na época dizia que essa música representava muito o momento que ele me conheceu. :~) De surpresa, escolhi esta música para quando ele entrasse na igreja!

 

TODO AZUL DO MAR

Flávio Venturini

Foi assim, como ver o mar
A primeira vez que meus olhos se viram no seu olhar
Não tive a intenção de me apaixonar
Mera distração e já era momento de se gostar

Quando eu dei por mim nem tentei fugir
Do visgo que me prendeu dentro do seu olhar
Quando eu mergulhei no azul do mar
Sabia que era amor e vinha pra ficar

Daria pra pintar todo azul do céu
Dava pra encher o universo da vida que eu quis pra mim

Tudo que eu fiz foi me confessar
Escravo do seu amor, livre pra amar
Quando eu mergulhei fundo nesse olhar
Fui dono do mar azul, de todo azul do mar

Foi assim, como ver o mar
Foi a primeira vez que eu vi o mar
Onda azul, todo azul do mar
Daria pra beber todo azul do mar
Foi quando mergulhei no azul do mar

Fica aqui a minha homenagem ao meu querido amigo, companheiro e marido lindo, que me ensinou e ensina até hoje a ser uma pessoa cada vez melhor! Amo você, Branquinho!

Anúncios