A Primeira Viagem do Henrique

Tivemos agora no começo de junho o feriado de Corpus Christi e aproveitamos que a família do meu marido iria viajar e que a minha licença-maternidade está no fim 😦 para proporcionar ao Henrique a sua primeira viagem!

Decidimos ir ao Recife, capital de Pernambuco, que fica aproximadamente à 4h de carro e a 260 km daqui de Maceió, Alagoas. Viajar pela primeira vez com ele para um local razoavelmente perto nos deu maior segurança neste momento.

Preciso comentar que a “pré-viagem” já foi uma senhora viagem!! Quanta coisa para levar por conta de  um bebê! Carrinho, bebê-conforto, berço, colchão do berço, esterilizador de mamadeira (caso fosse necessário dar leite artificial a ele numa eventualidade, já que mama leite materno), muitas roupinhas, sonzinho com as músicas que ele ama de bebês, lençóis, travesseiros, brinquedos, shampoo, mala, bolsas… Fora as nossas malas!! Ufa! Parecia que estávamos de mudança!! Kkkkkkkk… Ainda não fomos à fazenda com ele, mas pelo que vi vou ter q montar um apoio lá, para que toda vez não seja assim!! A gente já cansa antes mesmo de viajar! Kkkkkkk….

A viagem mesmo foi tranquila! Henrique passou boa parte do tempo dormindo e alternava o tempo acordado com as mamadas e um pouco de brincadeiras!

image1

Ficamos de quinta-feira a domingo. A programação se resumiu mais a shopping e visita a familiares (apresentar o caçulinha da família às titias do papai). Íamos ao Museu Ricardo Brennand novamente, mas como o tempo do feriadão foi meio chuvoso preferimos não arriscar. Aproveitamos para ver uma feira de Food Truck, já que meu marido tem uma Beer Truck e também passamos o dia de sábado em Marinha Farinha, praia depois de Olinda.

Nosso bebê nos deu muito orgulho em sua primeira viagem! Comportou-se direitinho e pela primeira vez (e única! Kkkkk) dormiu todas as noites 7h30 direto, isto é, não acordou de madrugada para a sua mamada habitual! O dia era tão puxado que ele desmaiava a noite!

image5

1-image19

image6 image4

Ficamos em um quarto de hotel (que a propósito, tinha uma vista LINDA!) que dispunha de uma antessala para entrar no dormitório. Montei o berço portátil do Henrique neste local e, como em casa, fiquei vigiando pela babá eletrônica.

image7

1-image15

Conclusão: ainda não sentimos o “gostinho” de fazer os programas infantis com o Henrique por conta da sua pouca idade (quase 4 meses na época da viagem), mas saber que ele se comporta muito bem em qualquer lugar que esteja conosco nos traz tranquilidade, pois queremos que ele participe de nossa rotina de maneira serena e feliz! 🙂 🙂 🙂

P.S.: Fotos com baixa qualidade, pois foram tiradas do celular! 😦

Anúncios

Filhos e Viagens

Recentemente li um artigo falando sobre a importância de viajar com seus filhos quando ainda são bebês! Achei interessante:

COMECE A VIAJAR COM SEUS FILHOS ENQUANTO ELES AINDA SÃO BEBÊS

Viajar com um bebê pode ser uma ótima experiência para quem quer que o filho, um dia, vire um companheiro de viagem.

Por Patricia Papp e Fernanda Avila
@Eu Viajo Com Meus Filhos

termos-bebezisticos-em-inges-1373044529796_615x300

Quando um casal tem o primeiro filho tudo é novidade. O primeiro banho, o primeiro espirro, a primeira saída de casa são cercados de atenção e curiosidade.

Mesmos os pais mais desencanados ficam mais receosos. A simples ideia de viajar com um bebê pequeno apavora a grande maioria dos pais.

Mas viajar com um bebê pequeno é mais fácil do que com crianças maiores. Principalmente se ele ainda mama no peito. Isso poupa preocupações com as refeições, papinhas, pratinhos, colheres, leite em pó e outros acessórios!

Se o bebê ainda não caminhar, nem engatinhar, a viagem fica ainda mais prática: basta um sling, um canguru ou um carrinho para que os pais possam passear tranquilos por onde quiserem, mesmo que seja por Paris ou Nova York.

Os pais podem passar a tarde visitando um museu ou caminhando pela cidade. A criança só precisa estar limpa e alimentada. Quem decide o roteiro e o ritmo da viagem são os adultos.

Os custos também são bem menores. A grande maioria dos hotéis não cobra a estadia de bebês.

As passagens aéreas para menores de 2 anos (viajando no colo) geralmente também são gratuitas, ou são bem reduzidas. Nas refeições, as contas só mudam quando a criança passa a pedir um prato para ela.

Eu acredito que as crianças que caem na estrada quando são pequenas, seja de carro, ônibus ou avião, aprendem a viajar desde cedo.

Começam a perceber que o mundo é maior que sua casa, conhecem alimentos e sabores diferentes. Ficam mais habituados aos vôos e à espera.

Essa experiência, quando começa cedo, torna as crianças ótimas companheiras de viagem no futuro.

E para quem me pergunta: “Mas eles vão lembrar?”, meu marido sempre responde: “Eles podem não lembrar, mas eu lembro”.

03-viagens

Fonte: http://disneybabble.uol.com.br/br/viagem/comece-viajar-com-seus-filhos-enquanto-eles-ainda-sao-bebes/?ex_cmp=SP_viajarbebe_FBK

Já imagino as nossas viagens em família, seja pra perto ou pra longe! 🙂

Babymoon em Paris!

10811893_779813458752535_660105218_n

Quando descobri que estava grávida não cogitava em fazer meu enxoval fora, mas havia comprado umas passagens pro Peru que, pelo meu novo estado, não poderia fazer a viagem.

Com o crédito, eu e meu marido ficamos cogitando utiliza-lo mais para uma “despedida” nossa do que propriamente com o intuito de fazer o enxoval. Claro que unir os dois seria bem melhor!

Havíamos feito uma viagem pra Europa há pouco tempo, mas a ideia de voltar não era tão má! Voltar pra Paris não é, realmente, nenhum sacrifício!!! Mas será que valeria a pena fazer parte do enxoval lá?

Estados Unidos não era prioridade para nós, apesar de muitos casais preferirem a terra do Tio Sam para fazer o enxoval. Achamos que a gente não iria curtir muito, pois lá não existe o encantamento que há na Europa!

Procurei então me informar se valeria a pena fazer o enxoval na Europa e me surpreendi com a quantidade de informações dizendo que sim! Resumindo: qualquer lugar é mais barato que no Brasil! Kkkkkk. Claro que computando os custos da viagem (que na Europa é bem mais “salgado” que nos Estados Unidos), acaba meio que saindo elas por elas caso tivéssemos feito o que fizemos lá por aqui, mas não teríamos a oportunidade de fazer a nossa “despedida” de uma vida só nossa.

Então, para quem pretende fazer enxoval na Cidade Luz, algumas dicas válidas:

1. Roupas de Bebê

Há várias lojas especializadas para roupinhas de bebê, porém não há aquela febre do consumo como nos EUA. Os europeu, em geral, são mais conservadores e gostam do que é bom e não de modismos (#meidentifico)! E nem só de grandes grifes vive a Europa! Abaixo uma lista dos sites das marcas que vendem roupinhas que achei interessante no custo/benefício pelas marcas:

http://www.jacadi.fr
http://www.petit-bateau.fr
http://www.zara.com
http://www.bonton.fr
http://www.gap.com
http://www.lacoste.com
http://www.hm.com

2. Produtos de Farmácia

Ir nas Pharmacies de Paris é de enlouquecer!!!! Vende-se as melhores marcas cosméticos, shampoos, cremes… Nossa!! E produtos para gestantes e bebês de marcas maravilhosas também! A famosa marca Mustela é francesa, e lá os produtos saem mais baratos que nos EUA! Comprei de cremes para a gestação e pós-parto até kit higiene para bebê. Maravilhosos!!!
http://www.mustela.fr
http://www.clarins.fr
http://www.bioderma.fr
http://www.eau-thermale-avene.fr

3. Compras em geral para os bebês

Existem algumas lojas especializadas em produtos para bebês, mas as mais recomendadas são a Sauvel Natal e a Aubert. Uma amiga tinha ido a Paris umas 3 semanas antes que eu para fazer o enxoval, e me aconselhou a não ir na Aubert, pois os preços não estavam tão convidativos. Fui na Sauvel Natal e lá comprei muitas coisas para o Henrique, inclusive o carrinho. Comprei o modelo Quinny Moodd e o preço saiu, na promoção, a 320 Euros. Convertendo deu quase mil reais. Não é barato, até acho que nos EUA sai um pouco mais em conta (não muito), mas pelo modelo achei bom o preço, visto que aqui no Brasil já vi vendendo o mesmo carrinho a quase 5 mil Reais! Absurdo!! Só o carrinho já compensou a viagem!
Para quem não sabe, a linha de alimentação Avent também é francesa, e você pode encontrar em qualquer loja ou Pharmacies. Trouxe mamadeiras, chupetas, esterilizador, porta leite…Tudo compensou bastante em relação ao Brasil! Em algumas Pharmacies ainda estava com super desconto!!!

http://www.sauvelnatal.com
http://www.aubert.com

Concluindo: de fato, nos EUA há mais vantagem em fazer o enxoval pela variedade de produtos e também pelos outlets de roupas que lá existem, mas com certeza não há o encantamento que a Europa pode oferecer!! Além das compras, desfrutar da cidade mais romântica do mundo ao lado do seu amor e do fruto deste amor que está para chegar é indescritível, além dos registros lindos neste momento tão especial!

10808336_779813235419224_107224186_nJardin Du Luxembourg

Bisou!!!

Obs: Viajamos no Outono (início de Novembro de 2014) e estava com 24 semanas!

Réveillon 2015 em Alagoas!

Aproveitando que chegamos na sexta-feira, deixo aqui o vídeo promocional da minha linda Alagoas para o Réveillon 2015!

Alagoas nos último anos tem sido um dos destinos mais procurados, tanto por brasileiros quanto por estrangeiros! No final do ano Maceió, a capital do Estado, “ferve” com tantas atrações e pessoas bonitas!

Conhecida por seu povo acolhedor e praias de águas mornas, tenho certeza que quem conhece jamais esquece!!

Venham para Alagoas!!!

COMER, REZAR E AMAR em Roma – 2 dias e ½ – Parte II

Em nosso último dia em Roma deixamos a manhã para visitar o Vaticano. Era uma manhã de quarta e dia de audiência papal. Felizmente o céu se abriu e fez um lindo dia de sol!

O ditado “Ir a Roma e não ver o Papa” não fez parte da nossa passagem pela Itália! Com surpresa, ao chegarmos no Vaticano, o Papa Francisco ia ao encontro dos seus fiéis! Lá pudemos constatar a energia incrível que ele transmite, além da simpatia e do bom humor! Realmente pudemos perceber o quanto ele é diferente! DSCN7722DSCN7714DSCN7691DSCN7686  DSCN7699

Saímos do Vaticano e resolvemos fazer o trajeto a pé até o centro histórico. Durante o percurso pudemos observar o quão linda é a cidade!

DSCN7819DSCN7821DSCN7815 DSCN7816

Voltamos ao Panteão, para contemplá-lo pelo dia! DSCN7789 DSCN7794

Passamos pelo Complesso del Vittoriano, que é LINDO! Muitos acreditam que este é um monumento da época do império, mas ele não é nada romano por que foi construído por Mussolini. Mesmo assim é de se admirar!

DSCN7843

Monumento Nazionale a Vittorio Emanuele II (Monumento Nacional a Vítor Emanuel II), Altare della Patria (Altar da Pátria) ou ainda Il Vittoriano é um monumento em honra a Vítor Emanuel II da Itália, primeiro rei da Itália unificada e considerado o pai da pátria italiana. Situa-se em Roma entre a Piazza Venezia e o Monte Capitolino tendo sido projetado por Giuseppe Sacconi em 1885. Foi inaugurado em 1911 e completado em 1935.

Feito de puro mármore branco de BotticinoBréscia, apresenta majestosa escadariacolunas coríntias, fontes, uma enorme estátua equestre de Vítor Emanuel e duas estátuas da deusa Vitória em quadrigas. A base do monumento abriga o museu da Unificação Italiana.

Mais um pouco, e chegamos à Piazza Navona. 

Construída sobre as ruínas de um antigo estádio romano, aqui se encontram agradáveis cafés, restaurantes e artistas vendendo seus trabalhos. Mas o que faz da Piazza Navona um dos espaços públicos mais belos de Roma é a combinação de três belas fontes: Fontana dei Quattro Fiumi (1651), ao centro, com um obelisco egípcio que homenageia quatro grandes rios – Nilo, Danúbio, Prata e Ganges, Fontana di Nettuno (1574), na área norte da praça, e a Fontana del Moro (1576), na área sul, igrejas como a Sant’Agnese e palácios renascentistas, como o Pamphilj, onde se encontra a sede da embaixada brasileira na Itália desde 1920.

DSCN7726 DSC07281DSCN7744DSCN7767

DSCN7775DSC07275  DSC07277DSCN7738 DSCN7743

A caminho do Coliseu, passamos pelo Fórum Romano.

Fórum Romano (em latimForum Romanum, em italianoForo Romanum) localizado no centro de Roma, é um fórum (praça) retangular, circundado pelas ruínas de várias construções públicas de grande importância cultural. O principal centro comercial da Roma Imperial, este espaço era popularmente conhecido como Forum Magnum ou, simplesmente, Forum.

Foi durante séculos o centro da vida pública romana: o local de cerimônias triunfais e de eleições, o local onde se realizavam discursos públicos, os processos criminais, os confrontos entre gladiadores, e o centro dos assuntos comerciais. Aqui, estátuas e monumentos celebraram os grandes homens da cidade. O coração da Roma antiga, foi considerado o ponto de encontro mais conhecido do mundo, em toda a história. Localizado no pequeno vale entre o Monte Palatino e o Monte Capitolino, o forum é atualmente uma extensa ruína de fragmentos arquitetônicos e um sitio de escavações arqueológicas intermitente de elevada atração turística.

IMG_1243IMG_1233

DSC07296 DSC07297  IMG_1235 IMG_1240

Mais adiante finalmente chegamos ao Coliseu! Espetacular!! O Coliseu, também conhecido como Anfiteatro Flaviano ou Flávio (em latimAmphitheatrum Flavium), é um anfiteatro construído no período da Roma Antiga. Deve seu nome à expressão latina Colosseum (ou Coliseus, no latim tardio), devido à estátua colossal do imperador romano Nero, que ficava perto da edificação. Localizado no centro de Roma, é uma exceção de entre os anfiteatros pelo seu volume e relevo arquitetônico. Originalmente capaz de abrigar perto de 50 000 pessoas, e com 48 metros de altura, era usado para variados espetáculos. Foi construído a leste do Fórum Romano e demorou entre oito a dez anos a ser construído.

DSCN7922DSCN7863DSCN7858

 

DSCN7865 DSCN7880 DSCN7881 DSCN7906 DSCN7909

Atualmente é uma das maiores atrações turísticas em Roma e em 7 de julho de 2007 foi eleita umas das “Sete maravilhas do mundo moderno“. Além disso, o Coliseu ainda tem ligações à igreja, com o Papa a liderar a procissão da Via Sacra até ao Coliseu todas as Sextas-feiras Santas.

Ao sair do Coliseu desfrutamos de uma deliciosa e autêntica pizza marguerita e contemplamos esta vista do Coliseu:

IMG_1258 DSCN7934 DSC07303

Voltando ao hotel para o nosso check out para Paris, mais uma foto do Coliseu, por outro ângulo, para nos despedirmos da linda e encantadora Roma!!

DSC07311

 

Ciao!

 

Fonte: Wikipedia

 

COMER, REZAR E AMAR em ROMA – 2 dias e ½ – Parte I

Quando marcamos nossa “Eurotrip 2014”, França e Itália eram destinos certos. Eu e meu marido somos descendentes de italianos e não poderíamos perder a oportunidade de visitar a terra dos nossos ascendentes mais distantes. Pena que só utilizamos 2 dias e 1/2, assim como em Londres. Na verdade a Itália é um país que voltaremos para fazer somente ele e daí desbravar as suas regiões.

Saímos de Londres com um vôo direto pra ROMA. Apesar de cada cidade ter seu estilo peculiar, posso dizer com certeza que, além de PARIS, ROMA foi a cidade que mais surpreendeu assim que chegamos. Quando saímos do aeroporto de táxi até o nosso hotel, que se localizava no centro histórico, ficamos estupefatos com o que víamos diante dos nossos olhos!! Literalmente um museu a céu aberto!

Quando estávamos chegando na região a cada esquina nos surpreendíamos com um monumento grandioso. Ficávamos de boca aberta! Para quem ama história, Roma é destino certo! A sensação é que entramos no livro de história da nossa época de colégio.

Chegamos era noite, mas a beleza do centro histórico já enchia os nossos olhos. O clima estava bem mais ameno que a Londres congelante que deixamos para trás! Decidimos, portanto, que logo após o checkin daríamos uma volta e pararíamos em um restaurante para jantar.

Nosso hotel se encontrava muitíssimo bem localizado. Fica próximo a Stazione Termini, e a pé do hotel – com disposição – poderíamos ver todo o centro histórico.

Para a primeira noite, antes do jantar fomos ver a Fontava di Trevi. Lindaaa! E claro que o pedido foi feito como manda o figurino: jogando a moeda pelo lado esquerdo do ombro! 😛

Imagem

Imagem

Pelas ruas ali próximas, o restaurante That’s Amore foi o que nos chamou mais a atenção pela sua localização. Ao entrarmos, o maitre – muito simpático por sinal – ao reconhecer que éramos brasileiros logo chamou o chef, que morou muitos anos em Curitiba e casou com uma Curitibana, mas que hoje vivem em Roma. Ele foi espetacular!!! Cozinha maravilhosamente bem, inclusive ganhou o prêmio de melhor cozinheiro de Roma em 2012, e podemos dizer com certeza que foi o dia que melhor jantamos em toda nossa estada na Europa!!! Da entrada à sobremesa, incluindo serviço e simpatia, nota 10!!

Imagem

Imagem

No outro dia pela manhã e tarde, infelizmente, caiu uma chuva torrencial em Roma, quando a previsão era neve. Decidimos andar de citybus e explorar a cidade desta forma. Quando deu uma parada, fomos até o Castelo de Santo Ângelo.

Imagem

Castelo de Santo Ângelo (em italianoCastel Sant’Angelo), também conhecido como Mausoléu de Adriano, localiza-se na margem direita do rio Tibre, diante da ponte Sant’Angelo, próximo do Vaticano, em RomaItália. O castelo é atualmente um museu.

Imagem

Imagem

Imagem

Para se chegar ao topo do castelo, temos que subir “alguns” degraus! Rsrsrsrs…

Imagem

Mas a vista, mesmo com chuva, vale a pena!

Durante a época medieval esta foi a mais importante das fortalezas pertencentes aos Papas. Serviu também como prisão para muitos patriotas, na época dos movimentos de unificação da Itália ocorridos no século XIX.

De seu terraço superior, tem-se uma magnífica vista do rio Tibre, dos prédios da cidade e até mesmo do domo superior da Basílica de São Pedro.

Imagem

Imagem

A sua atual designação remonta a 590, durante uma grande epidemia de peste que assolou Roma. Na ocasião, o Papa Gregório I afirmou ter visto o Arcanjo São Miguel sobre o topo do castelo, que embainhava a sua espada, indicando o fim da epidemia. Para celebrar essa aparição, uma estátua de um anjo coroa o edifício: inicialmente um mármore de Raffaello da Montelupo, e desde 1753, um bronze de Pierre van Verschaffelt sobre um esboço de Gian Lorenzo Bernini.

Imagem

Imagem

De lá, pegamos novamente o city bus e fomos almoçar na mesma rua do That’s Amore. Ficamos com vontade de repetir lá (inclusive tínhamos marcado reserva novamente para a noite), então por que não variar?? Besteira a nossa! Apesar de termos sido alertados quanto aos golpes de alguns italianos – no quesito malandragem – pelo pessoal do That’s, caímos em um quando fomos para este estabelecimento. A história é longa, e só de lembrar da raiva, mas para constar o restaurante acabou empurrando um prato sem especificar que o preço iria subir (e muitoooo), e a surpresa só veio na hora da conta!! Meu marido e nosso amigo pediram um prato que no cardápio custava 28 euros , mas havia letras bem minúsculas que a carne pesava 100g. Quando fomos fazer o pedido, o garçom sugeriu que eles pegassem uma carne “média”. Detalhe: o valor era de 75 euros!!! Com o Euro a R$ 3,50, cada prato custou R$ 262,00!!!!!! Fora o vinho que bebemos e os pratos meu e da nossa amiga, a conta deu por volta de 300 euros! Kkkkk… O que “economizamos” em Londres com medo da Libra, que custava mais de 4 reais, gastamos em dois pedaços de carne em Roma! Rir pra não chorar! Pior é que ficamos preocupados em levar a reclamação a diante pela má-fé na falta de informação, pois éramos estrangeiros lá. Portanto, atenção ao pedirem qualquer coisa!!

Imagem

 A “maledeta”! Kkkkkk…

Saímos do nosso almoço/jantar já tarde e a chuva havia parado a noite. Eu e meu marido decidimos percorrer o centro histórico, que por sinal estava lindo ainda com a iluminação das festas de fim ano!

DSCN7643

Em nosso percurso, vimos vários monumentos, como o Panteão e o Templo de Adriano.

Panteão:

ImagemImagem

DSCN7630

Eventualmente, o termo “panteão” passou a significar tanto o conjunto de deuses quanto o templo específico a eles devotado. Atualmente, “panteão” é o termo designado para um mausoléu que abriga os restos mortais de diversas pessoas notáveis.

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Templo de Adriano:

Imagem

Finalizamos nosso passeio retornando a Fontana di Trevi:

IMG_1219 IMG_1222 IMG_1225

 Apesar da “indigestão” do nosso almoço/jantar, o final da noite e muito recompensou!

🙂

A Cosmopolita Londres em 2 dias e ½- 2º e ½ dia :P

2º DIA

O segundo dia em Londres reservamos para os museus e bares. INFELIZMENTE MESMO o tempo esfriou muuuuuuuuuuuuuuuuito e gastamos muito tempo no primeiro museu. Não me conformo de não ter tido tempo para visitar o Museu Britânico, mas os passeios são muito longos e Londres tem o mundo lá dentro. Portanto, para ir à Londres de “visita”, considero 05 dias apropriados.

Logo cedo fomos ao Museu Madame Tussauds, que ficava relativamente perto do nosso hotel. Bem bacana, mas sinceramente??? Mil vezes ter ido ao Museu Britânico. O museu de cera vale muito a pena pra quem está com crianças e adolescentes. A gente até se diverte lá dentro, mas achei muito caro e pouco interessante. O ingresso custou 30 Libras (!!!!) e o Museu Britânico é de graça!!! Enfim…

O Museu de Cera Madame Tussauds é mundialmente conhecido e tem franquias espalhadas em 12 países. Como não visitamos o Museu em Paris, decidimos visita-lo em Londres, pois foi lá que tudo começou.

Alguns registros de lá:

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

 Amoooo o ET!!! S2

Imagem

Com a Audrey Hepburn, a eterna bonequinha de luxo!Imagem

 Beatles 4ever!!!

Imagem

Eu e o Rei do Futebol – Pelé!

 Além da exposição principal, com personalidades enceradas, o museu oferece ainda duas opções de entretenimento, já incluídas no pacote: um cinema 4D com heróis da Marvel e um passeio de terror com atores, no estilo da London Dungeon e London Bridge Experience.

Imagem

 “Môre” Wolverine

Imagem

 “Môre” de Ferro! kkkkk…

Imagem

Ambas as atrações paralelas são bem bacanas e rendem boas risadas. Crianças pequenas, porém, podem sentir muito medo na hora de encarar as agruras do Scream, o túnel de horrores do museu. Preste atenção ao aviso na entrada: se você não encostar nos atores, eles não vão encostar em você. Confesso que tive muito medo!! Kkkkkkk.. Me coloquem numa montanha-russa, mas não me soltem numa casa de terror! Pra completar, no final da caminhada lá dentro, um “monstro” soprou no meu ouvido! Tenso! Kkkkkkk…

Pertinho de lá tem o Museu Sherlock Holmes, bem interessante!! Dentro da casa você percebe o trabalho bem feito de simulação da casa e escritório do detetive. O lugar, construído em 1815, apresenta as mesmas características da residência de Holmes, inclusive com a vista para a Baker Street a partir do estúdio. Infelizmente não pode tirar foto lá dentro.

Imagem

Imagem

 Olha a cara de frio!! Kkkk...

Perto de lá estava a Abbey Road e daí veio a minha segunda dor de cotovelo!!! Não conseguimos chegar lá!!  Perguntamos a alguns ingleses que não souberam explicar direito (só pode ter sido má-vontade, só pode!!) e como estava insuportavelmente gelado, não tivemos condições de caminhar! Parece que todos os ventos do mundo se encontram em Londres! Brrr! O que me restou de lembrança dos Beatles foi só a foto no museu de cera! 😦

No meio da tarde voltamos para Notting Hill e fomos tomar um café na Jamie Oliver Recipease. Muito bacana!!! Lá a gente pode se inscrever para aprender a cozinhar e fazer ótimas comidas! Para quem não sabem quem é Jamie Oliver, ele é um chefe de cozinha e personalidade da TV no Reino Unido que ficou conhecido pelo uso de alimentos naturais e orgânicos.

Imagem

Imagem

Nossa… Amei Notting Hill! Da próxima vez que voltar certamente será a região que desejo ficar!

Decidimos esticar e visitar os famosos PUBS Ingleses!!! O 1º que fomos foi o The Churchill Arms que infelizmente estava lotado! Mas dá pra sentir a atmosfera do local pelas fotos abaixo.

Imagem

Imagem

Paramos no The Old Swan que fica na mesma Rua do The Churchill Arms. Não se compara ao anterior, mas bem bacaninha.

Imagem

Mas o melhor mesmo foi o encerramento da noite no 3º que fomos, The Uxbridge Arms. Pub tradicionalíssimo que foi aberto em 1830 e ativo até hoje! AMEI! Valeu e muito a pena!! Lá nem comida servem, só bebidas!

Imagem

Imagem

Olha só o que encontramos por lá!!!

Imagem

Cheers!!!

3º DIA

Reservamos o “pedaço do último dia” para visitar a casa da Rainha. O tempo melhorou bastante!! Pena que não deu para ver a troca da guarda, pois seria às 11h da manhã e nosso vôo para Roma sairia às 14h. O aeroporto de Gatwick fica longe do centro de Londres. Além do metrô para chegarmos a Victoria Station, lá temos que pegar um trem para o Aeroporto. É a melhor saída para evitar o trânsito!

Para chegar ao Palácio de Buckingham  descemos na estação Green Park e passeamos pelo parque. Lindo!

Imagem

 A foto com a cabine telefônica não poderia faltar!

Imagem

Imagem

Imagem

 Portão Real em frente ao Green Park

Em frente a Casa Real

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

 Detalhes…

Imagem

Guarda Real ao fundo!

 

Ahhh.. Londres… Inesquecível Londres…  Mesmo em tão pouco tempo, sem Abbey Road, sem Museu Britânico… Inesquecível! 🙂

 

Fonte: http://mapadelondres.org/