Chile le le le – Parte II (Passeios e Compras)

Continuando as informações sobre a viagem ao Chile, percebemos que é um país que possui atrações para todas as épocas do ano, mas no inverno tem o seu charme!

Além da Cidade de Santiago, capital do Chile, temos no litoral chileno a possibilidade de conhecer as cidades de Valparaíso e Viña del Mar.  No sul, há o passeio dos Lagos Andinos, que fazem divisa com a Argentina. Muitos afirmam lá ser um dos lugares mais lindos do Chile, com vistas dignas de cartão postal! Outro passeio é a Ilha de Páscoa, que está situada a 3 700 km de distância da costa oeste do Chile. Para os aventureiros, tem o Deserto do Atacama, conhecido por ser o deserto mais seco do mundo. Está localizado na região norte do Chile até a fronteira com o Peru. E, claro, faz também parte do roteiro do Chile as estações de Inverno, como as de Farellones, Collorado e Vale Nevado.

Passamos 10 dias no Chile e fomos no inverno. Por conta do clima e também da distância de alguns destes lugares, vários desses passeios não se encontraram no nosso roteiro. Descreverei abaixo quais conhecemos e o que fizemos em nossa estada por lá:

PASSEIOS:

1. SANTIAGO: Numa tarde já dá para conhecer muitos prédios históricos, pois eles ficam próximos. Fomos a Plaza de Armas. Lá está a Catedral de Santiago (liiiiiinda, mesmo em reparos!) e é o coração de Santiago! Tem o prédio do Correio Central; nas proximidades tem o Museo de Arte Precolombiano (vale a pena visitar, pena que não fomos pois no dia que nos programamos encontrava-se fechado L); o Tribunal de Justiça; o Palácio do Governo La Moneda (as fotos ficam lindas, o legal é tentar pegar a troca de guarda, chegamos bem na horinha, perfeito!). Também fomos para uma das quatro casas de Pablo Neruda (La Chascona), bem legal! Tem o Cerro Santa Lúcia também que devem visitar, além das vinícolas! Fomos na Concha Y Toro e adoramos! Lá o visual é lindo, romântico, é um programa imperdível, fora que após o tour tem uma lojinha que dá para você comprar os vinhos mais famosos da vinícola como Casillero del Diablo, Don Melchor e até mesmo o mais famoso Alma Viva!

ImagemImagem

Imagem

2. VALPARAÍSO E VIÑA DEL MAR: Cidades litorâneas do Chile, onde podemos nos deparar com o oceano pacífico, que valem a pena serem visitadas! Valparaíso é uma cidade portuária, a mais antiga do Chile e a mais pobre, por sinal. Mas seu colorido encanta os  visitantes! Lá pode-se andar de funicular e visitar outra casa do Pablo Neruda (La Sebastiana). Coladinha a Val Paraíso tem a cidade de Viña del Mar, que já ostenta o oposto da pobreza de Val Paraíso. Cidade conhecida como um balneário chique do Chile, com restaurantes, casas maravilhosas e cassinos. Em sua entrada encontram-se diversas palmeiras imperiais doadas pelo Governo Brasileiro. Também encontramos na cidade uma famosa de estátua de Moai. Apesar de termos feito este passeio no inverno, o ideal é fazê-lo no verão e passar uns 3 dias por lá.

ImagemImagemImagem

3. FARELLONES E VALE NEVADO: Onde se encontram as estações de ski. Fomos no inverno, mas não pudemos esquiar porque na época que fomos ainda não havia neve suficiente para a prática de ski, mas outros entretenimentos estavam a disposição dos visitantes. Em Farellones, além de uma tirolesa, havia umas bóias gigantes para descer na neve… Muito legal!!! Lá tem um restaurante bem gostosinho, mas sem muitas opções no cardápio. O melhor foi o tamanho da dose da tequila que pedimos, quase um copo americano! Kkkkkkk… Não sei o que tem pra fazer por lá quando não tem neve, mas é muito bonito lá e no Vale Nevado, que está a 3 mil metros de altitude, dá pra ver a Cidade de Santiago.

ImagemImagem

Imagem

Imagem

COMPRAS:

No Centro vale a pena bater perna por lá!! É cheio de megalojas tais como FALABELLA, PARIS, RIPLEY. É legal, apesar da “muvuca” dos vendedores ambulantes! Lembrou-me um pouco a 25 de Março em São Paulo, mas “já que tá no inferno abraça o capeta”!!!

A moeda oficial é o peso chileno, a conversão é fácil só é esquecer os zeros e multiplicar por 4 para ter o valor em reais (Ex. uma blusa custa 20.000 pesos, em reais é o equivalente a 80 reais (20 x 4= 80).

Tem os shoppings também. O Parque Arauco e outro mais distante, Alto Las Condes (É lindo, bem chique, tem uma parte aberta bem legal!). Há uma rua de grifes famosas (não me recordo agora o nome! () e também Outlets (a exemplo do Buenaventura Premium Outlet), que não chegamos a ir… Além do Patio Bella Vista que possui joalherias, artesanato, moda alternativa…

Enfim… Tentei fazer um resumo do que visitamos. A viagem foi maravilhosa e achei o Chile encantador!!! Fiquei triste por não ter podido ir aos Lagos Andinos e ao Deserto do Atacama. Tem também a Ilha de Páscoa. Muita coisa para se fazer por lá! O país não “respira” compras como a Argentina, achei mais gastronômico… Os vinhos são deliciosos… Huuuum… Bateu saudade de lá e com certeza é destino certo para voltar e fazer tudo o que não fizemos quando fomos!

🙂

Lila.

Anúncios

Chile le le le – Parte I (Roteiro Gastronômico)

Para iniciar o blog, nada melhor que um post em relação a viagem. Escolhi este país encantador que é o Chile. Lá eu e meu marido passamos nossa lua-de-mel (2011), e ficamos surpresos como o país oferece lugares maravilhosos para visitar em todas as épocas do ano. Fomos no inverno e mostrarei as impressões que tive deste querido país. Preferi dividir o post do Chile em categorias, para melhor ilustrar o que vivenciamos por lá.

Pra começar, bom dizer que o Chile não é barato como a Argentina. Na época em que fomos, convertendo a moeda (Peso Chileno) fica mais ou menos igual ao Brasil. Mas como quem “converte, não se diverte”, nada de ficar contabilizando tudo na viagem! Rsrsrsrs…

Eu e Fabiano (meu marido) adoramos todas as cidades que visitamos no Chile! Sentimos que os Chilenos adoram os brasileiros, principalmente porque se identificam conosco na rivalidade contra a Argentina!

No Chile come-se muitíssimo bem!!! A culinária é baseada em muitos frutos-do-mar. Tem muita influência da culinária peruana. Há um peixe lá chamado Congrio que vale a pena conhecer! Eles também gostam muito de carne de cordeiro.

Pra começar o roteiro, vou elencar alguns restaurantes que fomos.

1. BKS (Patio Bella Vista): Havíamos chegado a pouco tempo e não sabíamos onde comer. Fomos neste restaurante no Patio Bella Vista. Este Patio é um complexo de vários bares e restaurantes e é muito legal!!! Comemos uma massa com camarão muito gostosa lá! Vocês devem ir no Patio Bella Vista, lá há uma diversidade de restaurantes e lojinhas. Não sabe onde comer no Chile? Patio Bella Vista é a solução!

Imagem

2. El Galeón (Mercado Central): Lá comemos uma entrada de mariscos deliciosa e também a famosa Centolla!!! Não é muito barato… Uma Centolla, que pelo tamanho comeriam 4 pessoas custou, convertendo, o valor de 250 reais. Só a Centolla! Rsrsrsrsrs… Mas ir ao Chile e não comer a Centolla é como ir ao Rio e não ver o Cristo! :P. O mercado não se parece em nada na limpeza com o de Sampa, e também é bem menor, mas é um local pra se conhecer! Há um restaurante famoso dentro dele também, porém há vários comentários que o mesmo não é tão bom quanto o El Galeón,  onde a entrada fica por fora.

Imagem

3. Aquí está COCO (La Conception, 236, Providencia): Este não é voltado pro turista, mas foi aqui que conheci o famoso peixe Congrio! Foi um dos melhores restaurantes que fomos!!! Demais!!! Precisa de reserva. Ambiente lindo, chique, mas não impessoal. Devem ir!!!

Imagem

4. Astrid y Gaston (Antonio Bellet, 201, Providencia): Comi um salmão maravilhoso! Também não é um restaurante tão voltado para o turista, mas vale a pena ir, pois é muito gostoso! Os garçons foram muito atenciosos e nos deram vários mimos de sobremesa! A louça é um charme!

Imagem

5. Como Água para Chocolate (Constitucion, 88, Bellavista): Tentamos jantar lá e não tinha mais reserva… Disputadíssimo!!! Mas aí fomos almoçar em outro dia e arrisquei o Congrio de novo. Não me arrependi!! Este e Aquí está Coco foram os melhores restaurantes que fomos!! A ambientação do Como Água para Chocolate é linda, tem até uma cama que serve de mesa!!!

Imagem

6. Epicúreo (Constitucion, Bellavista): Este fomos porque na noite que íamos ao Como Água não havia vaga… Foi o que menos gostamos, mas em compensação tomei um drink lá com uma erva chamada Albahaca que me deixou muito animada! Kkkkkkk… Bem legal! E é gostoso, parece um pouco com hortelã! Comi salmão, que estava muito bom também!

Imagem

7. Montana Steak House (Patio Bella Vista): Após tantos peixes e crustáceos em nosso cardápio, teve uma hora que sentimos falta de carne. Fica no Pátio Bella Vista, comemos uma deliciosa carne lá.

Imagem

8. Giratorio (Providencia): Este é o famoso restaurante que o salão fica girando enquanto comemos… Calma!!! É devagar!!! Rsrsrsrsrs… Achamos gostoso, comemos camarões equatorianos. Você vê Santiago por cima, sempre com vista para as Cordilheiras dos Andes! Vale a pena ir! Fomos no almoço para apreciar a vista, pois como era inverno, a noite seria bem provável que houvesse muita neblina.

Imagem

9. Delícias del Mar (Viña Del Mar): Em Viña del Mar fomos em um restaurante indicado pela excursão. Lá fizemos amizade com o garçom e levamos umas 3 garrafas de vinho (estávamos com outro casal e havia muuuitos brasileiros). Foi uma festa!!! Kkkkkkkkkkkkkk… Todos saíram  beeeem animados, foi bem engraçado!!! Lá comemos muitíssimo bem!

Imagem

Além destes restaurantes, fomos a cafés deliciosos… Finalizo afirmando que no Chile uma de suas grandes atrações é a culinária! Não dá como pensar no Chile e não ficar com água na boca! Delícia!

Também não posso deixar de registrar que os pratos devem vir acompanhados dos deliciosos vinhos chilenos ou de uma bebida típica da região, o chamado Pisco Sour, que é delicioso!!! Confesso que gostei muito mais do Pisco Sour Chileno que do Peruano!

Espero que as minhas dicas gastronômicas possam servir como base para quem deseja visitar o Chile.

¡Buen apetito!

Lila.