Os desafios da maternidade retratados em desenhos!

A maternidade é plena em todos os sentidos: do sentimento de amor ao cansaço!! Rsrsrs… Imaginem então para as mães de primeira viagem!

A ilustradora escocesa Lucy Scott se tornou mamãe pela primeira vez no ano de 2012 e, ao sentir na pele todo este misto de sentimentos relatou a sua experiência em uma série de ilustrações. Em seu site ela disse que cada dia parecia trazer consigo um novo desafio ou marco no desenvolvimento de tirar o fôlego. Em seu livro, “Doodle Diary of a New Mom”, algo como “Diário de gravuras de uma mãe de primeira viagem” (em tradução livre), ela expõe sem sutilezas os momentos mais desafiadores de sua maternidade: de mamilos mordidos a noites mal dormidas.

Confesso que me vi em quase todas as situações!!

mae-de-primeira-viagem-1

realidade3realidade1  realidade8 realidade10ILUST04ILUST03 realidade619realidade5ILUST00doodle-diary-1lucy-scott-guests

Bacana, né? “Quem nunca”???? Rsrsrsrs…

Fonte: http://metro.co.uk/2015/04/10/the-struggles-of-a-new-mum-explained-in-hilariously-honest-doodles-5141558/

A Primeira Viagem do Henrique

Tivemos agora no começo de junho o feriado de Corpus Christi e aproveitamos que a família do meu marido iria viajar e que a minha licença-maternidade está no fim 😦 para proporcionar ao Henrique a sua primeira viagem!

Decidimos ir ao Recife, capital de Pernambuco, que fica aproximadamente à 4h de carro e a 260 km daqui de Maceió, Alagoas. Viajar pela primeira vez com ele para um local razoavelmente perto nos deu maior segurança neste momento.

Preciso comentar que a “pré-viagem” já foi uma senhora viagem!! Quanta coisa para levar por conta de  um bebê! Carrinho, bebê-conforto, berço, colchão do berço, esterilizador de mamadeira (caso fosse necessário dar leite artificial a ele numa eventualidade, já que mama leite materno), muitas roupinhas, sonzinho com as músicas que ele ama de bebês, lençóis, travesseiros, brinquedos, shampoo, mala, bolsas… Fora as nossas malas!! Ufa! Parecia que estávamos de mudança!! Kkkkkkkk… Ainda não fomos à fazenda com ele, mas pelo que vi vou ter q montar um apoio lá, para que toda vez não seja assim!! A gente já cansa antes mesmo de viajar! Kkkkkkk….

A viagem mesmo foi tranquila! Henrique passou boa parte do tempo dormindo e alternava o tempo acordado com as mamadas e um pouco de brincadeiras!

image1

Ficamos de quinta-feira a domingo. A programação se resumiu mais a shopping e visita a familiares (apresentar o caçulinha da família às titias do papai). Íamos ao Museu Ricardo Brennand novamente, mas como o tempo do feriadão foi meio chuvoso preferimos não arriscar. Aproveitamos para ver uma feira de Food Truck, já que meu marido tem uma Beer Truck e também passamos o dia de sábado em Marinha Farinha, praia depois de Olinda.

Nosso bebê nos deu muito orgulho em sua primeira viagem! Comportou-se direitinho e pela primeira vez (e única! Kkkkk) dormiu todas as noites 7h30 direto, isto é, não acordou de madrugada para a sua mamada habitual! O dia era tão puxado que ele desmaiava a noite!

image5

1-image19

image6 image4

Ficamos em um quarto de hotel (que a propósito, tinha uma vista LINDA!) que dispunha de uma antessala para entrar no dormitório. Montei o berço portátil do Henrique neste local e, como em casa, fiquei vigiando pela babá eletrônica.

image7

1-image15

Conclusão: ainda não sentimos o “gostinho” de fazer os programas infantis com o Henrique por conta da sua pouca idade (quase 4 meses na época da viagem), mas saber que ele se comporta muito bem em qualquer lugar que esteja conosco nos traz tranquilidade, pois queremos que ele participe de nossa rotina de maneira serena e feliz! 🙂 🙂 🙂

P.S.: Fotos com baixa qualidade, pois foram tiradas do celular! 😦

Cremes durante e pós gravidez

Acredito que apesar de estarmos vivendo a plenitude de uma gravidez o que preocupa bastante as mamães são as consequências dela, a exemplo das temerosas estrias que podem surgir!

Assim que a barriga começou a apontar resolvi investir em cremes. Confesso que nunca fui muito preocupada em ter um ritual de cremes antes da gravidez (preguiça mesmo!), mas agora as coisas eram diferentes.

O primeiro creme que usei foi o Luciara, depois de muito pesquisar! A consistência é grossa, achei meio difícil de passar, mas sentia a minha pele bem hidratada.

Daí viajei e resolvi comprar a linha Mustela. Comprei o creme só para busto e outro para o corpo. Amei a consistência, com pouco já espalha muito bem, mas já estava super enjoada do cheiro no final da gravidez! Usei um de cada e acabou sobrando outros dois que comprei.

  
Para o pós-parto adquiri um outro creme da Mustela e estou adorando o efeito! Associo ao Bio Oil que tem efeito cicatrizante, pois apesar de querer parto normal durante toda a gestação acabei por fazer parto cesárea. A cicatriz está muito fina (palmas para o meu super e querido obstetra Dr. Antônio Carlos!!!), e o óleo uso mais por desencargo de consciência mesmo! Comprei 1 de cada, mas o Bio Oil encontro num preço razoável aqui no Brasil. O Mustela pós-parto tem a consistência fina também e rende bastante, pois é fácil de espalhar!

Para os mamilos usei o Lansinoh, que ajudou, E MUITO, na cicatrização no processo da amamentação! Depois de toda mamada eu colocava a pomada com a concha e deu muito certo! Claro que a pega correta do seio é fundamental, e o meu bebê já pegou direitinho dentro da sala de parto! Comprei 2 e usei ambas, foi no limite!! 

 
Hoje sinto a minha pele muito mais hidratada que antes da gravidez. Não sei se a eficiência foi devida aos cremes, mas mesmo feito uma super barriga não adquiri uma estria sequer!!! Acredito que o “sucesso” para tal resultado deve-se a quantidade de líquido ingerida durante a gravidez, cerca de 3 litros de água por dia, e na amamentação, cerca de 3,5 a 4 litros por dia. Uma pele hidratada de dentro pra fora é mais importante que qualquer creme, nacional ou importado!